Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]





Comentários recentes

  • fpeneiras

    A zona de lazer da ponte romana de Monforte foi to...

  • Unknown

    Faça uma pesquisa sobre o periodo histórico do fil...

  • Mylena Souza

    Não sei se já viram esta historia bem feita . No N...

  • João Corbellini

    Está dito acima . O muro foi construído para prote...

  • Fabio Dias

    Como nao entendo muito, sempre tive duvidas de ond...



subscrever feeds



Severus Alexander
(Marcvs Ivlivs Gessivs Alexianvs Bassianvs; Marcvs Avrelivs Severvs Alexander)
Imperador - 222 a 235 d.C.

Alexandre Severo


Nascido por volta de 209 d.C., Severus Alexander era filho de Julia Mamaea e Gessius Marcianus, e neto de Julia Maesa (irmã de Julia Domna, mãe de Caracalla). Como resultado das maquinações de Julia Maesa, foi adotado por seu primo Elagabalus, em 221, como seu filho e herdeiro, e seu nome passou a ser Marcus Aurelius Severus Alexander. Assim como Elagabalus, Alexander era considerado filho bastardo de Caracalla. Tornou-se imperador em 222, quando os soldados se revoltaram e mataram Elagabalus ao descobrirem que ele tentara assassinar seu jovem primo.

Embora fosse somente um menino de 14 anos, quando foi elevado ao trono, o Senado lhe concedeu o título de Pater Patriae (Pai do País), por estarem livres da depravação de seu antecessor, Elagabalus, e também devido a preocupação com as poderosas legiões romanas que estavam no controle.

O reinado de Alexander foi bem menos instável e dissoluto que o de seu antecessor, e no início tudo correu bem. Homem pacífico, de costumes simples e puros, quis ser imitador de Marco Aurélio. Fundou imensas escolas, orientadas pelo sábio jurisconsulto Ulpiano. Religioso tinha no seu oratório os bustos de Orfeu, Abraão e Jesus. Ele removeu algumas das severas leis que discriminavam os cristãos e pensou em montar um templo para a adoração cristã, mas foi convencido pelos sacerdotes a não faze-lo. Ulpianus foi nomeado prefeito pretoriano, mas foi assassinado por volta de 223/224.

Em 225, Alexander casou-se com Barbia Orbiana, mas ela foi exilada em 227, com base na alegada tentativa de revolução de seu pai. Com a queda do império persa e a ascensão dos Sassânidas, sob a liderança de Ardashir, a fronteira do Oriente começou a correr perigo. Em 230, Ardashir I invadiu a Mesopotâmia romana e ameaçou a Síria. As negociações falharam e, em 231, Alexander iniciou uma campanha, obtendo sucesso discreto em 232, ao forçar Ardashir I a se retirar. Agitações no Reno obrigaram Alexander a voltar para Roma, em 233, e ele se dirigiu à fronteira germânica em 234. Em 235 d.C., a acentuada inclinação de Alexander pelas negociações, ao invés das lutas, irritou de tal forma suas tropas que soldados o assassinaram, em Moguntiacum, encerrando assim a Dinastia dos Severus.

A magnífica administração de Alexandre Severo não teve a compreensão do exército que não recebia as benesses que requeria. Depois da sua morte, seguiu-se um período de Anarquia militar e o poder andou pelas mãos de uma série de «Imperadores de Quartel», nada menos que 21, durante 50 anos, até que Maximino subiu ao poder.

Autoria e outros dados (tags, etc)




Comentários recentes

  • fpeneiras

    A zona de lazer da ponte romana de Monforte foi to...

  • Unknown

    Faça uma pesquisa sobre o periodo histórico do fil...

  • Mylena Souza

    Não sei se já viram esta historia bem feita . No N...

  • João Corbellini

    Está dito acima . O muro foi construído para prote...

  • Fabio Dias

    Como nao entendo muito, sempre tive duvidas de ond...



subscrever feeds