Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]





Comentários recentes

  • fpeneiras

    A zona de lazer da ponte romana de Monforte foi to...

  • Unknown

    Faça uma pesquisa sobre o periodo histórico do fil...

  • Mylena Souza

    Não sei se já viram esta historia bem feita . No N...

  • João Corbellini

    Está dito acima . O muro foi construído para prote...

  • Fabio Dias

    Como nao entendo muito, sempre tive duvidas de ond...





Adriano

12.05.07
HADRIANUS
(Pvblivs Aelivs Hadrianvs)
Imperador - 117 a 138 d.C.

Adriano



  Imperador romano (76-138) de 117 a 138 nascido em Itálica (actual Espanha). Era sobrinho do imperador Trajano, seu tutor, a quem sucedeu. Hábil administrador, durante o seu reinado, foi um viajante incansável. Percorreu todo o império para examinar de perto as províncias e as reformas que necessitavam. Amante das letras e das artes, implementou uma profunda reforma na administração e em 131 editou um código de leis para ser aplicado em todo o império o Edito Perpétuo compilação judicial que rege o império até ao tempo de Justiniano. Abandonou as campanhas de Trajano na Mesopotâmia e adoptou uma política defensiva, fortificando as fronteiras do Império Romano. Na Inglaterra mandou construir em 112 o Muro de Adriano, que marcou durante séculos a fronteira entre a Inglaterra e a Escócia para a defender dos povos do norte.

  Inspirado na cultura grega, embelezou Roma e o império com monumentos, manda construir a Vila de Adriano, a ponte de Sant’Ângelo, o castelo do mesmo nome (que é o seu mausoléu).

  Construiu sobre as ruínas de Jerusalém a Elia Capitolina provocando a revolta judaica, sufocada em sangue.

  Adriano também era poeta e dele fica este poema:

Animula vagula, blandula

Animula vagula, blandula,
Hospes comesque corporis,
Quae nunc abibis in loca
Pallidula, rigida, nudula,
Nec, ut soles, dabis iocos?


P. Aelius Adrianus, Imp.

Ó alminha vagabunda e folgazã,
hóspede e companheira do corpo,
onde irás agora,
pálida, fria, nua,
privada dos costumados passatempos?


Muralha de Adriano

  Ocupada a Bretanha (no século I d.C.), logo sentiram os Romanos o carácter aguerrido e belicoso dos Pictos e Escotos do Norte da ilha. Na sua política de consolidação e defesa das fronteiras, o Imperador Adriano visitou a ilha em 122 e mandou construir um muro fortificado desde Solway Firth até ao estuário do rio Tyne, para defender a Bretanha Romanizada.

  Com 120 km de comprimento, esta enorme obra foi concluída em 126 pelos próprios soldados, que construíam e combatiam simultaneamente. Originalmente era de madeira e terra, só se tornando de pedra mais tarde. Cada "centúria" era obrigada a construir a sua parte do muro. Este tem uma fundação de terra ladeada por um vallum (fosso) de 4 m de profundidade. Sobre a terra, levantaram, assim, um muro em pedra, maciço, com cerca de 5 m de altura e 2,5 m de largura. Sobre ele seguia uma estrada militar, no sentido de facilitar as comunicações e os transportes, e 80 castelos com pequenas torres e fortins, onde se encontravam sentinelas. Ao longo do muro erguiam-se 17 fortalezas (o forte de Chesters, Northumberland, hoje em ruínas, era uma delas), o que completava o sistema de fortificação fronteiriça do Norte da Britannia.

  A distância entre as rodas deixados pelos sulcos dos carros romanos na entrada do forte em Housesteads no muro de Adriano, serviram dois mil anos depois, de bitola-padrão, para os caminhos-de-ferro britânicos Ver Aqui.

  Com o Imperador Antonino foi construído uma outra muralha 50 km a norte da 1ª - a Muralha de Adriano.

Em baixo, foto das ruínas do Muralha de Adriano e da placa alusiva, em Vindolande.
 




Autoria e outros dados (tags, etc)


4 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 19.08.2008 às 04:54

Boa noite. Cá estou a visitar mais uma vez o s/blog, sobre o Império Romano e para dizer que às segundas-feiras à noite na Dois dá uma série sobre o Império Romano que estou a acompanhar. Obrigado. Enviado por Antero Ferreira em maio 21, 2007 12:25 AM

Ah, Vindolande, de onde se encontraram tantos testemunhos do que era a vida corriqueira de um soldado romano e da sua família: as tentativas de escrever correctamente por parte de um jovem em instrução, o pedido (não enviado) de um soldado para casa para que lhe enviassem pares de cuecas... Bom, sempre vestiam alguma coisa debaixo da túnica... Enviado por Mauro em maio 23, 2007 10:36 PM

Da muralha de Adriano ficou ainda outra coisa, extremamente valiosa: Vindolândia (um dos fortes integrantes da muralha) e os seus escritos (a de um jovem a aprender a escrever, o pedido de um legionário para casa pedindo que lhe fossem enviadas algumas cuecas...) Que valiosa janela para o dia-a-dia romano da altura! Enviado por Mauro em junho 25, 2007 12:40 AM

oi, td bem? aki, adorei v ter feito um blog para as pessoas pesquisarem nele, eh ótimo , pois tenhu q fazer um trabalho de historia e ai... at mais, vc eh mto inteligente hein? :-) Enviado por ma-chan em outubro 3, 2007 08:22 PM
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 15.09.2008 às 15:50

Adriano, o maior imperador romano.
Sem imagem de perfil

De Bruna Araujo a 19.07.2016 às 00:07

Qual foi a importancia dele?
Sem imagem de perfil

De João Corbellini a 19.01.2017 às 17:26

Está dito acima . O muro foi construído para proteger a Britânia romanizada dos pictos e escotos presentes no território que seria hoje a Escócia . Tribos essas belicosas e violentas , Adriano verificou que este território havia pouco a agregar de significativo ao grande Império romano. Por isso mandou fazer o muro que leva seu nome como forma de proteger os romanos na bretanha.

Comentar post





Comentários recentes

  • fpeneiras

    A zona de lazer da ponte romana de Monforte foi to...

  • Unknown

    Faça uma pesquisa sobre o periodo histórico do fil...

  • Mylena Souza

    Não sei se já viram esta historia bem feita . No N...

  • João Corbellini

    Está dito acima . O muro foi construído para prote...

  • Fabio Dias

    Como nao entendo muito, sempre tive duvidas de ond...