Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]





Comentários recentes

  • fpeneiras

    A zona de lazer da ponte romana de Monforte foi to...

  • Unknown

    Faça uma pesquisa sobre o periodo histórico do fil...

  • Mylena Souza

    Não sei se já viram esta historia bem feita . No N...

  • João Corbellini

    Está dito acima . O muro foi construído para prote...

  • Fabio Dias

    Como nao entendo muito, sempre tive duvidas de ond...



subscrever feeds



 A península foi designada ao longo dos séculos por diferentes nomes, que aludiam à sua posição geográfica aos seus produtos ou às suas divindades. Os Gregos chamavam-lhe «Hespéria», ou seja, «terra do entardecer»; «Enótria», que significa «terra do vinho» e também «Satúrnia» pois, segundo a lenda, o deus Saturno (antiga divindade itálica das sementes) foi desterrado por Júpiter e refugiou-se no Lácio que tomou o nome se saturnia tellus, (terra de Saturno). «Ausónia», do nome dos Ausónios, que habitavam a região circundante do golfo de Nápoles, foi outra denominação usada para designar a província. «Itália» parece derivar de Italói, nome grego que, por sua vez, vai buscar a origem a «Vituli» ou «Viteli», povo que ocupava a ponta extrema da península, uma zona ao sul da actual Catanzaro. Estas gentes denominavam-se assim porque tinham como protector o touro que em latim se diz vitulus. Até ao século V a.C. este nome designava apenas o território dos Brúcios, a parte meridional da Calábria. Depois o nome alargou-se à Campânia a Tarento, até que, por volta do século III a.C., depois das conquistas romanas, aplicou-se a toda a região peninsular ao sul do Magra (Ligúria) e do Rubicão (Romagna). A «Gália cisalpina», ao norte da linha de demarcação, não se incluiu na Itália senão em 49 a.C., quando foi concedido aos habitantes desta região o direito de cidadania. Com a reorganização política levada a cabo por Augusto em 27 a.C., as fronteiras ampliaram-se até à actual Nice (para oeste) e a Ístria (para este). Até ao século III d.C., o nome de «Itália» excluía as ilhas adjacentes, que só ficaram ligadas a ela administrativamente até ao tempo do imperador Diocleciano (que reinou de 284 a 305).

Itália – Noção geográfica

 A Itália, banhada a oriente pelo mar Adriático, e pelo mar Tirreno a ocidente, descia dos Alpes até ao estreito da Sicília, que a separava do norte de África, na parte central do sul europeu. Os montes Apeninos dividem-na em duas partes de características diferentes: a oriental mais montanhosa e irregular, desce abruptamente sobre o Adriático, enquanto a parte ocidental suaviza os seus contrafortes em húmidas e férteis planícies, tornando a costa do mar Tirreno mais hospitaleira. A riqueza dos solos prendeu-os à terra e atraiu a presença de povos colonizadores.

          Geograficamente, dividia-se em:





Itália Continental e Gália Cisalpina




– Gália Transpadana e Gália Cispadana ou Emília.

Itália Peninsular
– Etrúria, Úmbria, Sabínia, Lácio, Campânia, etc.

Itália Insular
– Sardenha, Córsega, Egatas, Lipárias e Sicília.


Autoria e outros dados (tags, etc)


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.





Comentários recentes

  • fpeneiras

    A zona de lazer da ponte romana de Monforte foi to...

  • Unknown

    Faça uma pesquisa sobre o periodo histórico do fil...

  • Mylena Souza

    Não sei se já viram esta historia bem feita . No N...

  • João Corbellini

    Está dito acima . O muro foi construído para prote...

  • Fabio Dias

    Como nao entendo muito, sempre tive duvidas de ond...



subscrever feeds