Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]





Comentários recentes

  • fpeneiras

    A zona de lazer da ponte romana de Monforte foi to...

  • Unknown

    Faça uma pesquisa sobre o periodo histórico do fil...

  • Mylena Souza

    Não sei se já viram esta historia bem feita . No N...

  • João Corbellini

    Está dito acima . O muro foi construído para prote...

  • Fabio Dias

    Como nao entendo muito, sempre tive duvidas de ond...





Ponte de Trajano

12.04.07
 Erguida em sólido e duro granito transmontano, a antiga Ponte de Trajano, sobre o leito do Rio Tâmega, ligava ambas as margens da importante civitas romana de Aquae Flaviae, correspondente à moderna cidade de Chaves. Esta ponte romana foi uma importante obra de engenharia do eixo viário que estabelecia a ligação entre Bracara Augusta (Braga) e a cidade espanhola de Astorga.

 Com um comprimento total do tabuleiro alcançando os 140 metros, os parapeitos em pedra que o resguardavam foram desmantelados e substituídos por grades de ferro no ano de 1880. A ponte flaviense de Trajano é formada por 16 arcos concêntricos, dos quais quatro se encontram soterrados por construções e sucessivas camadas de aluvião. Estruturalmente, os arcos de volta inteira que enformam a ponte são compostos por robustas aduelas alongadas, magnificamente talhadas e aparelhadas. Os arcos alternam com olhais, sendo os pilares da arcaria amparados por pontiagudos e fortes talha-mares. A jusante, estes pilares não são reforçados pelos usuais contrafortes.

 No centro da ponte, em ambos os lados, erguem-se os sólidos marcos-colunas, contendo importantes inscrições epigráficas comemorativas. Este par de marcos-colunas foi deslocado do seu lugar original, devido à construção de casas sobre a margem direita da ponte.

  A inscrição que se situa a montante informa que a ponte foi concebida na época do imperador Trajano (finais do século I, inícios do século II d.C.) com o esforço económico dos habitantes de Chaves.

 A jusante do resguardo da ponte destaca-se o outro marco-coluna, podendo-se ler neste uma extensa inscrição epigráfica latina, que invoca uma avultada obra pública (não identificada com segurança) realizada em cooperação entre os soldados romanos da 7.a Legião, os habitantes flavienses e mais nove povos circunvizinhos.


Autoria e outros dados (tags, etc)


1 comentário

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 19.08.2008 às 04:56

Esses eram mesmo engenheiros Enviado por tron em abril 14, 2007 10:31 PM

Uma ponte magnífica a merecer um prémio póstumo de obra de engenharia tal como a ponte de Alcantâra sobre o Tejo na raia recebeu. Grandes construtores os engenheiros peninsulares de Trajano. Vim visitar o blog através d' O Sino da Aldeia e não me arrependi. Avé! Enviado por Maria Papoila em abril 20, 2007 03:12 PM

Oie! Adorei o site... mas gostaria de saber como posso pegar algumas informações dele... pois faço cursinho e não tenho tempo para copiar lendo e passando para o Word... me desculpa o encomodo, é que eu site tão completo como o seu eu não acho em qualquer lugar! =D Grata. Jordana. Enviado por jordana em abril 22, 2007 01:14 AM

MARIUS! O TEU NÃO É ESSE, RAPAZ! PODES FICAR COM ELE, JÁ QUE É MAIOR E A GRANDIOSIDADE DE ROMA EDA CARREIRA DO ROMANOAMPLAMENTE JUSTIFICAM! Mas, na verdade, o teu foi enviado por mail para o teu Marius Leite....@.... e esse tem escrita a categoria em que venceste! Mas se preferires essa "chapola" enorme, TUDO BEM! Um abraço. P.S.- Como é evidente, isto não é uma "corrente". Portanto, é teu e fazes dele o que quiseres. Enviado por Jorge G - O Sino da Aldeia em abril 28, 2007 12:20 PM

Comentar post





Comentários recentes

  • fpeneiras

    A zona de lazer da ponte romana de Monforte foi to...

  • Unknown

    Faça uma pesquisa sobre o periodo histórico do fil...

  • Mylena Souza

    Não sei se já viram esta historia bem feita . No N...

  • João Corbellini

    Está dito acima . O muro foi construído para prote...

  • Fabio Dias

    Como nao entendo muito, sempre tive duvidas de ond...